Absa e Instituto Camões apresentam “O Apetrechar do Tempo”

Lançada a 21 de Junho, “O Apetrechar do Tempo” é uma exposição que retem a atenção e rouba a admiração dos amantes das artes.
absa

Lançada a 21 de Junho, “O Apetrechar do Tempo” é uma exposição que retem a atenção e rouba a admiração dos amantes das artes.

A grande exposição foi promovida pelo Centro Cultural Português, em parceria com o Absa Bank Moçambique, sendo as obras expostas da autoria do artista moçambicano Gonçalo Mabunda. Esta criação contou com a participação especial do artista português Francisco Vidal, tendo ambos explorado um conceito que aborda as particularidades da própria manifestação artistica, ampliando desta forma a expressão dos sentidos representados, através de elementos que compõem a história e o significado de cada obra.

O objectivo da exposição ” O Apretrechar do Tempo” é de promover um encontro  entre povos com expressões distintas, que transitam da escultura para a pintura, sendo que as obras criadas cruzam-se em vivências e inspirações cubistas que se distinguem pela singularidade de percursos e traços artisticos.

De acordo com Rui Barros, representante do Absa Bank Moçambique, “é de facto com muito orgulho que repetidas vezes viemos a este espaço, e não só, pois temos o nosso próprio espaço onde promovemos a nossa arte local, dando dessa forma oportunidades aos jovens, pois eles são o futuro do nosso país. Gostamos muito de ver essa simbiose entre diferentes culturas, pensamentos e formas de expressão artística que se encontram nestas belíssimas peças de arte que podemos apreciar na exposição. Estamos muito orgulhosos de fazer parte desta iniciativa e reiteramos o nosso compromisso no apoio à cultura e arte em Moçambique, porque com isso apoiamos a identidade nacional e, consequentemente, o cruzamento e os laços que existem entre diferentes culturas”.

O grande lançamento deste intercâmbio artistico contou com a presença de Edelvinda Materula, Ministra da Cultura e Turismo, Francisco André, Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, entre outras individualidades. A exposição estará disponível, de forma gratuita, até ao dia 31 de Agosto do presente ano, na Galeria do Centro Cultural Português, de segunda a Sábado, entre as 10h00 e as 17h00.

Segundo o Embaixador de Portugal em Moçambique, António Costa Moura, “enaltecemos o encontro de diversas linguagens, expressões, percursos e mensagens. Este momento, vai, certamente, ajudar-nos a mergulhar e perceber o que eles nos querem transmitir com ‘O Apetrechar do Tempo’, visto serem diversas as nuances que podem ser consideradas num campo infinito de reflexão”.

 “Agradecemos aos actores chave envolvidos na exposição, pois, estes priorizam a exaltação da cultura e do seu acesso, à promoção da língua e a partilha. Estamos convictos que o sentimento de universalidade da arte paira bem firme no espirito da actuação de todos que envidam esforços para que a nossa cultura possa vincar-se e tornar-se um bem para nós e para as gerações vindouras”, concluiu Moura

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Publicidade

Artigos Relacionados

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

To use social login you have to agree with the storage and handling of your data by this website. %privacy_policy%

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

en_USEnglish
Close