Efemérides: quando uma criatividade pode arruinar uma comunicação

Opinião de Eliana Silva As efemérides são momentos muito interessantes para que as marcas se relacionem com o seu público por vários motivos: porque
efemeride

Opinião de Eliana Silva

As efemérides são momentos muito interessantes para que as marcas se relacionem com o seu público por vários motivos: porque demonstra que têm um olhar atento;  porque, regra geral, são momentos em que a marca transmite uma visão mais institucional e por isso mesmo, menos comercial; ou porque é uma acção onde a marca reforça o posicionamento ao seleccionar quais das efemérides prefere destacar no seu plano de comunicação. 

Tomemos como exemplo o sector da banca. Será que um banco deve privilegiar efemérides relacionadas com a área financeira? É o mais expectável, mas não é um factor determinante, especialmente porque uma marca é um órgão vivo que se alimenta de parcerias e por muitas ramificações que vão além da sua actuação financeira, como é o caso da responsabilidade social. Se um banco tiver como pilar de comunicação a sustentabilidade é natural que comunique dias como o Dia da Árvore ou o Dia das Zonas Húmidas – como o faz a Caixa Geral de Depósitos, em Portugal, ou o Banco Angolano de Investimentos . Estas comunicações fortalecem o posicionamento da marca quanto à sua forma de estar na sociedade: à partida, são marcas que se preocupam com o ambiente.

Por outro lado, é preciso ter em conta que tais acções podem não causar o efeito desejado no público-alvo. ‘Eu sou cliente deste banco e embora valide e aprove este comportamento social perante uma temática tão importante, ele não impacta a minha experiência com o servi;o e eu não me vou envolver com esta comunicação’, pensa, frequentemente o consumidor. Então, do ponto de vista da marca é só ter bem claro quais são as expectativas e os objectivos daquele momento de comunicação. 

Há também as efemérides que são consensuais à maior parte das marcas nacionais, como é o caso dos feriados. Esta semana há pelo menos duas grandes efemérides que marcam a história de países da lusofonia: do lado do Atlântico, em Angola, dia 4 de Fevereiro, celebra-se o Dia do Início da Luta Armada da Libertação Nacional, enquanto em Moçambique, hoje, dia 3 de Fevereiro, é Dia dos Heróis Moçambicanos. 

Se estas são datas unânimes para a maior parte do mercado, como é que irá fazer a sua criatividade destacar-se das demais? That’s the one million dollar question. Isto porque, geralmente, e a não ser que a celebração deste momento esteja acompanhado de uma activação de marca, estas criatividades são feitas ‘meio à pressa’ e ‘porque toda a gente faz’. As expressões não são minhas; são públicas de tão repetidas que já foram em agências de criatividade. Resultado, faz-se algo à pressa, muitas vezes do banco de imagem, e no dia seguinte quatro marcas comunicam a mesma coisa num dia que deveria ser especial. 

Uma ressalva importante: o banco de imagem não é inimigo, mas a forma como desenvolvemos as nossas comunicações é que nem sempre são as melhores e acabamos por passar uma imagem de desleixo da nossa marca. Porque não fazer uma ilustração? Uma animação? Claro que demora tempo, mas não é melhor correr o risco?Do grego, ephêmerís, a palavra efeméride significa livro de memórias (de acordo com o dicionário online priberam) , então vamos lá criar memórias com as nossas marcas?

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Publicidade

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

To use social login you have to agree with the storage and handling of your data by this website. %privacy_policy%

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

pt_PTPortuguese
Close