Dr.Moz é a primeira plataforma de medicina virtual em Moçambique

Inovação e tecnologia pautam o ritmo evolutivo do mundo e, Moçambique, não se quer ver excluído, tendo avançado com a implementação da plataforma Dr.Moz.
dr Moz

Inovação e tecnologia pautam o ritmo evolutivo do mundo e, Moçambique, não se quer ver excluído, tendo avançado com a implementação da plataforma Dr.Moz.

O Dr.Moz é o primeiro consultório virtual criado por um grupo de médicos que foi lançado nesta terça-feira, na capital moçambicana, Maputo. Esta permitirá uma interação por vídeo-chamada/vídeo-conferência entre um médico e uma utente a partir de qualquer lugar, de forma a aumentar o acesso à saúde, mantendo os índices de qualidade do atendimento.

Segundo João Leopoldo da Costa, académico, “a experiência de ter médicos dá-nos a certeza que o projecto funcionará, visto tratar-se de uma iniciativa que permite o acesso à saúde, por todos”. O principal objectivo da plataforma Dr. Moz é de anular a distância geográfica, entre a população e o acesso a serviços médicos, permitindo dessa forma, também, que se verifique a redução da procura de alguns serviços hospitalares.

O acesso à plataforma de telemedicina ocorrerá mediante o pagamento de um de vários pacotes, os quais variam consoante o espaço temporal que abrangem. O serviço também vai permitir o cadastro de hospitais e clínicas que tenham interesse em fornecer serviços de saúde e bem-estar, em parceria com a plataforma Dr. Moz.

Com o intuito de potenciar a ferramenta que a plataforma disponibiliza, efectivando dessa forma uma melhoria notória no sector da saúde, decorrem conversações com ONG’s com o intuito de garantir que este serviço se torne gratuito.

De acordo com a co-fundadora do projecto Dr.Moz, Natacha Amin, “num contexto de fraca literacia digital em Moçambique, a ideia passa por implementar e fazer circular quiosques digitais móveis, totalmente equipados, através dos quais qualquer pessoa possa interagir com o seu médico. Nestes postos estará um técnico capacitado para auxiliar os utentes a utilizar a plataforma e até mesmo para fazer a tradução das línguas locais para o português”, conclui Amin.

Para concluir, apenas referir que, de forma a garantir a qualidade do serviço, consultas que não podem ser feitas através da telemedicina estão totalmente excluídas da plataforma do Dr. Moz.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Publicidade

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

To use social login you have to agree with the storage and handling of your data by this website. %privacy_policy%

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

pt_PTPortuguese
Close